Trecho gravado no Comício doméstico durante campanha de vereadora para o PSOL. Setembro de 2016. Indianara responde a pergunta sobre o nascimento da Casa Nem.

 

"Eu decido então, eu falo então o famoso email que envio para eles " Eu estou decidindo se vcs vão continuar no Beco do Rato" (O Beco do Rato era a localização da Casa Nuvem).

 

"Eu estou decidindo se eu vou expulsar vocês do Beco do Rato ou não".

 

E na segunda feira, quando a gente ainda tenta um ultimo dialogo, eles ao invés de vir dialogar conmigo eles marcam uma reunião à tarde para dialogarem sobre transfobia. Olha que legal, pessoas cisgeneras se reunindo para discutir sobre transfobia enquanto uma pessoa que es parte do coletivo es travestigenere e eles não chamam para conversa.  (As pessoas da Casa Nuvem não marcaram uma reunião para "discutir sobre transfobia" e sim para pensar o que fazer perante à campanha de Escracho e boicote Sangue nas Nuvens e os outros ataques nas redes dirigidos a "conquistar" o territorio Casa Nuvem" que estavam acontencendo desde dois meses antes.)

 

Então eu decidi INVADIR o local, BOTAR ELES PRA FORA, deixei eles virem pegar algumas coisinhas, as fraldas deles (risos), as mamadeiras deles, para eles chorarem pelos cantos, 

E aí EXPULSEI eles de lá, TOMEI A CASA, coloquei as travestis que estavam dormindo na rua. Eles se falavam de desconstruidoes, eram todo do movimento social, mas usavam a miséria humana para seus editais, para ganhar editais, e quando viam as travestis dormir na calçada pulavam por cima e nem queriam saber quem era" A Casa Nuvem só se apresentou para um edital: Ponto Municipal de Cultura Casa Nuvem em 2014.